Vaquinha para avós que vendem cesto de cipó para sustentar os netos, após filha ser assassinada

[Gente, aumentamos a meta para garantir a família mais meses de sustento, já que os custos com os cuidados das crianças são bem altos e eles estão sem aposentadoria, ok? Continuem contribuindo!]

Dona Maria Paula é uma senhora de 61 anos, moradora de Vila da Glória (SC), que viu sua vida mudar radicalmente após, no dia 17 de maio deste ano, sua filha Denia, de apenas 25 anos, ter sido assassinada perto de casa com seis tiros. 

Denia deixou três filhos pequenos, de 7 e 5 anos, e um bebê de 1 ano e sete meses apenas.

Com a ajuda de seu esposo, 67 anos, e seu filho, de 17 anos, Dona Maria Paula assumiu todos os cuidados dos netos. Mas essa, não tem sido uma tarefa fácil nesses tempos de pandemia.

Para sustentar a família, dona Maria Paula e esposo vivem da venda de maravilhosos cestos de cipó com materiais que retiram da mata, próximo à casa deles. 

Porém, sem um veículo de trabalho, eles não estão conseguindo levar a venda para outras regiões da cidade, já que a idosa leva em uma carroça puxada por cavalo os materiais.

A vaquinha é para conseguirem comprar um carrinho, e de alguma maneira, melhorar a renda. O restante do valor será para ajudar no sustento da casa durante essa pandemia.

Para contribuir, clique acima em "Contribua" e faça a sua doação em boleto, cartão de crédito ou Paypal.

Idosos estão sem aposentadoria

De acordo com a dona Maria, a aposentadoria do casal está comprometida, pois foi feito no início do ano um empréstimo para a construção de uma edícula nos fundos de sua casa, para que sua filha pudesse morar com os netos pertinho dela.

Já o seu filho de 17 anos tem epilepsia, devido ao tratamento constante, não consegue ajudar na venda de cestos na rua. Mas auxilia na criação dos sobrinhos cuidando deles enquanto os avós saem para vender.

Eles preenchem a renda com demais atividades, como roçar terrenos e pintar casas.

Dona Maria tem se esforçado para ser avó, mãe e muitas vezes psicóloga dessas crianças que sentem muita falta da mãe assassinada.

“Bem pouco eu choro na frente deles, tento evitar. O de 7 anos é o que mais pergunta por ela, o que mais sente falta dela”, desabafou a idosa que ainda não sabe quem foi o criminoso.

Idosa leva seus artesanatos em uma carroça

Dona Maria e sua filha tinham um sonho juntas: o de poder comprar um carro para que conseguissem levar seus artesanatos para a venda de uma forma mais fácil.

Hoje, ela leva em uma carroça puxada por cavalo.

“Eu não vou desistir desse sonho, ele é uma forma de realizar o sonho dela também, que já não está mais conosco”.

Não estamos divulgando o rostinho das crianças, pois foi um pedido da assistência social pelo fato dos avós estarem em processo de guarda definitiva dos netos.

Todo valor arrecadado na vaquinha será para a compra de um carro e para o sustento da família até o término da pandemia.

Para contribuir, clique acima em "Contribua" e faça a sua doação em boleto, cartão de crédito ou Paypal.

O valor mínimo da doação na plataforma é R$25,00 por conta das taxas bancárias e no Paypal é de R$40.

Se você quiser, pode combinar com os amigos e dividir o valor entre vocês, que tal?

A equipe da VOAA apura todas as vaquinhas publicadas na plataforma. Acompanhamos as histórias antes, durante e após finalizar as campanhas em nossas redes sociais.

Problemas com pagamentos? Envie e-mail para [email protected]