Ajude idosa que teve seus lanches apreendidos pela prefeitura e está sem trabalho

A dona Raimunda Ramalho, de 65 anos, está desolada desde que, há menos de uma semana, fiscais da Prefeitura de Palmas (TO) apreenderam todos os lanches e produtos que ela vende na rua para sobreviver. A venda dos lanches é a única renda da idosa que vive sozinha. Ela está sem trabalhar desde o acontecido.

"Eu tenho alvará, mas não estava com documento porque sempre levava e nunca precisou. A licença é para vendedor ambulante, tem que ficar andando, mas eu não consigo", disse Raimunda.

Num vídeo feito por uma pessoa que presenciava a abordagem dos fiscais, a idosa fica muito nervosa, e com muita tristeza, guarda todos os seus produtos numa caixa e entrega aos fiscais. Triste, ela relata que “não estava roubando” e que trabalha para sobreviver.

“Enquanto a prefeitura não resolve o caso dela, ela não está trabalhando. Está desolada. Ela lembra de tudo e fica mal. Levaram até os panos de pratos que ela tinha comprado há pouco tempo”, relatou a neta da idosa, Naysa Beckmam, 22 anos.

A neta contou que a vó vive sozinha e paga as contas com a ajuda de um tio, agora, sem os seus produtos, está sem trabalhar.  “Ela mora em casa de aluguel. Aí meu tio ajuda com o aluguel. Mas ela paga as demais coisas, água, energia, remédios”.

Vamos dar essa força a dona Raimunda e recuperar os dias que ela está sem trabalho?

Dúvidas de como contribuir, ou qualquer outro questionamento? Nos mande WhatsApp clicando aqui.

Ela juntou o valor da vaquinha com as doações recebidas na cidade e comprou uma casinha e está muito feliz e grata por todos que colaboraram em um momento tão delicado! Clique aqui e confira o post do momento.