Vaquinha para pai solo que adaptou bicicleta de trabalho para cuidar do filho na pandemia


Conheçam o Luan, esse jovem pai solo de apenas 24 anos, morador de Santa Helena de Goiás (GO) que cuida sozinho de seu filho de apenas 4 anos. Para conseguir trabalhar e cuidar do filho, ele adaptou uma bicicleta e todos os dias carrega o menino com ele. Com isso, ele carrega a mais 50 kg!

Ele ganha cerca de R$ 700 por mês, dinheiro que usa para pagar o aluguel, energia, água e comida. Por isto, não têm condições de contratar uma babá para ficar com o filho.

“A cadeirinha eu ganhei e gastei R$ 45 para fazer a carretinha inteira, porque é tudo de sucata, comprei tudo no ferro-velho. As babás mais baratas que eu achei cobravam R$ 400”, contou.

A vaquinha é para ele conseguir pagar alguém para cuidar do menino, enquanto as creches continuam fechadas e até mesmo investir em seu negócio com os salgados. Com o restante do valor, ele sonha comprar uma casinha para sair do aluguel.


[Vamos ajudar essa família?!!
Clique aqui para contribuir com a vaquinha e faça a sua doação em boleto, cartão de crédito ou Paypal] 

Dificuldades para criar sozinho o filho

Quando Pedro tinha apenas um ano, Luan se separou da mãe do menino. A principio, a mãe levou o Pedro para morar com ela em São Paulo (SP).

Mas, após seis meses, entrou em contato com o pai dizendo que não estava conseguindo criar o filho e precisava que ele fosse buscá-lo.

Desesperado, Luan conseguiu juntar o valor das passagens com a ajuda de doações. Trouxe seu filho para morar com ele e desde então é ele quem cuida sozinho do Pedro.

"Ele é tudo que tenho, é tudo para mim. Não sei o que seria da minha vida sem ele". 

.
[Vamos ajudar essa família?!! Clique aqui para contribuir com a vaquinha e faça a sua doação em boleto, cartão de crédito ou Paypal]

O valor mínimo da doação na plataforma é de R$25,00 por conta das taxas bancárias.

Se você quiser, pode combinar com os amigos e dividir o valor entre vocês, que tal?

A equipe da VOAA apura todas as vaquinhas publicadas na plataforma. Acompanhamos as histórias antes, durante e após finalizar as campanhas em nossas redes sociais.

Problemas com pagamentos? Envie e-mail para [email protected]