Vaquinha para as próteses de mulher que teve as mãos decepadas pelo ex-marido

Há dois anos, Geziane da Silva, 33 anos, de Campo Novo do Parecis (MT), sofreu uma tentativa de homicídio pelo ex-marido. Com um facão, ele decepou suas mãos, além de esfaqueá-la na cabeça, nos ombros, no pescoço e nas nádegas.  Seu sonho é poder ter as próteses para conseguir retomar a sua vida.

Desde o crime, ela passou por um longo período de recuperação, ficou 20 dias na UTI. Hoje, não consegue trabalhar, vive de doações e atualmente, ela conta com um salário mínimo referente a uma aposentadoria, que usa para pagar o aluguel, as contas básicas, além de ajudar a mãe que cuida dos seus filhos de 13 e oito anos.

“Eu não consigo fazer as coisas simples do dia a dia, como pentear o cabelo, fazer minha comida, é muito difícil viver assim. Os vizinhos e os meus filhos me ajudam”, relatou Geziane.

Para ajudá-la, fizemos orçamento das próteses, conseguindo chegar num modelo que seja de qualidade e eficiente para ela no dia a dia.

“As próteses são caríssimas, eu cheguei a comprar uma de plástico, não conseguia usar, e ela quebrou facilmente. Eu preciso de uma que seja mais flexível, que realmente me ajude nas atividades diárias”, contou.

Esse crime terrível ocorreu no dia 10 de abril de 2017. Recentemente o ex-marido, Jair, foi condenado há 15 anos de prisão.

As próteses para o caso da Geziane

Durante um mês, orçamos as próteses para ajudar a Geziane. Através de uma empresa de Cuiabá (MT), conseguimos definir o valor da vaquinha e o modelo ideal e acessível para a realidade dela. As próteses para amputação de antebraços esquerdo e direito serão do modelo Myofacil da marca Ottobock. É uma prótese mioelétrica que possibilitará a ela um elevado ganho de independência.

EDIT: As próteses serão compradas com a Conforpés, que ofereceu desconto e todo o suporte para nós.

Além das próteses, serão compradas mais três luvas de silicones no valor de R$1500 cada uma, que são essenciais para proteger a peça em casos de lavar uma louça, por exemplo.

Dúvidas de como contribuir, ou qualquer outro questionamento? Nos mande WhatsApp clicando aqui.

Foto: TVCA/Reprodução e Arquivo Pessoal

É com muita emoção que anunciamos que a Geziane, 33 anos, de Campo Novo do Parecis (MT), já está com as suas próteses!

Isso só foi possível graças à ajuda de todos que contribuíram com a sua campanha na VOAA. Clique aqui e acesse a matéria completa.