Vaquinha para José, menino de 15 anos que cuida sozinho da mãe doente e sonha comprar uma casa para viverem melhor

[Gente, aumentamos a meta para 100k para que José possa, além de comprar uma casa, mobiliá-la e usar para o sustento de casa! Tenham certeza que todo valor a mais será para a qualidade de vida dessa família! Continuem contribuindo!]

José é um menino de 15 anos que carrega sozinho o peso de cuidar da mãe e da irmã mais nova que são doentes. 

Ele é quem faz tudo em casa, lava, cozinha, dá banho na mãe e ainda precisa conseguir tempo para estudar.

A família mora na zona rural do município de Matinhas (PB) e têm dificuldades para terem acesso a hospitais e atendimento médico.

"Eu quero mesmo é tirar minha mãe daqui. Aqui é muito isolado e se ela tiver problemas de saúde, não tem como socorrê-la".

A vaquinha é para a família comprar uma casa no centro da cidade para terem uma qualidade de vida melhor.

Sua história chegou até nós pelo empresário Rivanildo Atitude, que é conhecido na região por realizar incríveis ações sociais.

Inclusive, a família o procurou pedindo ajuda através de uma carta.

Para contribuir, clique acima em "Contribua" e faça a sua doação em boleto, cartão de crédito ou Paypal.

"Se não fosse meu filho, já teria morrido, porque não tenho ninguém pra cuidar de mim”

A mãe, dona Maria das Neves, está acamada devido a diabetes.

“Fui emagrecendo e perdendo o movimento do corpo. Não tenho forças nas pernas e nos braços. Só consigo comer com o auxílio do meu filho José”.

José é quem faz tudo em casa e lava roupas na mão

Ele passa o dia todo lavando as roupas e lençóis que a mãe suja. Porém, na casa não tem água encanada e o banheiro não tem descarga e nem portas.

Família vive apenas do auxílio doença da filha

A dona Maria das Neves não conseguiu a aposentadoria. Única renda da família é o auxílio doença da filha Mariana da Silva, 16 anos, que tem arritmia cardíaca e diabetes.

Mariana também não pode fazer esforço por conta da doença, por isso que o irmão José faz tudo em casa.

José sonha ser advogado para dar uma vida melhor a família

 O adolescente se sente triste por não ter amigos. Ele acredita que por cuidar da casa e da família, os jovens de sua idade não querem se aproximar dele.

“Eu preciso cuidar delas, porque elas não têm ninguém. Mas fico triste por não ter amigos, acho que não gostam de mim”.

 Às vezes falta comida na mesa da família

Dona Maria das Neves conta que fica agoniada quando não tem o que comer, já que vivem de doações.

Para contribuir, clique acima em "Contribua" e faça a sua doação em boleto, cartão de crédito ou Paypal.

O valor mínimo da doação na plataforma é R$25,00 por conta das taxas bancárias e no Paypal é de R$40.

Se você quiser, pode combinar com os amigos e dividir o valor entre vocês, que tal?

A equipe da VOAA apura todas as vaquinhas publicadas na plataforma. Acompanhamos as histórias antes, durante e após finalizar as campanhas em nossas redes sociais.

ATENÇÃO: Essa é a vaquinha oficial autorizada pela família, outras campanhas que não sejam pelo site não são reconhecidas pela família.

Outras dúvidas? Nos mande WhatsApp clicando aqui.

Problemas com pagamentos? Envie e-mail para [email protected]

Acompanhe essa história também pelo Instagram @rivanildoatitude

Parte I: José recebeu uma onda de apoio. Assista ao vídeo clicando aqui e entenda como a vida dele vai mudar!

Parte II: José recebeu bolsa para estudar e ganhou presentes de jovens da cidade! Clique aqui e aqui para ver os regisros desse momento.