Casal de brasileiros larga tudo para alfabetizar crianças no Senegal e precisam de apoio para abrir escola


O empresário Carlos Melo, 39 anos, mais conhecido como Carlinhos Senegal, e a gerente de banco e professora de francês Débora Melo, 39 anos, deixaram tudo que tinham em Recife para ajudar jovens e crianças no Senegal. Com aulas de alfabetização para mulheres e informática para os jovens, o casal deu início ao Instituto Dorcas. 

Mas, ao identificarem que muitas pessoas não eram alfabetizadas ainda na infância, em 2017 deram início a construção de uma escola para alfabetizar e alimentar 400 crianças.

Por meio de doações, conseguiram o valor necessário para a finalização da construção da escola que tem previsão para ficar pronta ainda neste semestre. Porém, para a escola iniciar suas atividades, ela precisará passar por uma análise pelo Ministério da Educação de Senegal. Eles precisam comprovar ao órgão que a escola tem condições de se manter aberto por 1 ano no mínimo.

Para que isso ocorra, o projeto precisa ter em caixa pelo menos R$ 90 mil. Como o ano letivo de lá é diferente do nosso, arrecadando esse valor, em setembro a escola já pode funcionar!

Vamos colocar essa escola para funcionar o quanto antes e mudar a vida dessas 400 crianças juntos?! Acompanhe esse lindo projeto pelo @institutodorcas

 
O  valor mínimo da doação na plataforma é de R$25,00 por conta das taxas bancárias. Se você quiser, pode combinar com os amigos e dividir o valor entre vocês, que tal?
 
Sobre a nossa taxa: a Voaa consegue se manter com a comissão de 13% cobrada pelas campanhas na plataforma. Com ela, conseguimos remunerar os serviços de pagamento e anti-fraude, T.I, ferramentas e equipe que une suas forças para que as metas sejam batidas e os sonhos realizados. Todos os beneficiários participam da Voaa cientes dessa taxa. Saiba mais clicando aqui.

A equipe da VOAA apura todas as vaquinhas publicadas na plataforma. Acompanhamos as histórias antes, durante e após finalizar as campanhas em nossas redes sociais. Acesse todos os desfechos também pelas matérias no site do Razões clicando aqui.

Problemas com pagamentos? Envie e-mail para [email protected] ou clique no balãozinho ao lado no nosso chat.