Vendedor de frutas cria ecobarreira para salvar rio em que aprendeu nadar na infância e precisa de apoio para o projeto


Olha que demais a invenção desse vendedor de frutas! Para retirar o lixo e salvar o rio em que aprendeu a nadar na infância, Diego Saldanha, 34 anos, teve a grande ideia de inventar a “ecobarreira”. Usando apenas garrafas pets e rede, ele retira das águas do rio Atuba, que fica em Curitiba (PR), toneladas de lixo!
 
Todo lixo plástico recolhido é transformado em brinquedos que são doados às crianças do bairro. Infelizmente, a criançada não pode usufruir do rio como Diego pôde na infância, mas ele tem realizado visitas guiadas ao projeto para conscientizar essa galerinha sobre preservação do meio ambiente e a importância da reciclagem. 
 
Mas, para continuar com o projeto e destinar o lixo à reciclagem de forma mais efetiva, Diego precisa do nosso apoio. Hoje, por causa do tempo de uso dessa ecobarreira e das fortes chuvas, ela terá que ser melhorada e reforçada. Sua ideia é refazê-la, usando canos de PVC e cabos de aço.
 
Ele também precisa comprar dois equipamentos, uma balança para  conseguir controlar melhor a quantidade de lixo que será retirado do rio e uma prensa, que vai ajudar a compactar esses resíduos para serem enviados à reciclagem.
 
A vaquinha é para que ele consiga continuar com esse lindo projeto e, fazê-lo crescer ainda mais, impactando de forma positiva as próximas gerações que estão por vir e sua comunidade como um todo!
O valor mínimo da doação na plataforma é de R$25,00 por conta das taxas bancárias. Se você quiser, pode combinar com os amigos e dividir o valor entre vocês, que tal?
 
Sobre a nossa taxa: a Voaa consegue se manter com a comissão de 13% cobrada pelas campanhas na plataforma. Com ela, conseguimos remunerar os serviços de pagamento e anti-fraude, T.I, ferramentas e equipe que une suas forças para que as metas sejam batidas e os sonhos realizados. Todos os beneficiários participam da Voaa cientes dessa taxa. Saiba mais clicando aqui.

A equipe da VOAA apura todas as vaquinhas publicadas na plataforma. Acompanhamos as histórias antes, durante e após finalizar as campanhas em nossas redes sociais

Problemas com pagamentos? Envie e-mail para [email protected] ou clique no balãozinho ao lado no nosso chat.