Menino abre brechó para vender as próprias roupas e ajudar mãe que sofreu acidente. Vamos ajudar no sustento da casa?


Davi Santos tem apenas 11 anos e quando viu a mãe afastada do trabalho por conta de um acidente, sem receber pelo INSS e vendendo os móveis de casa para pagar as contas, teve a ideia de montar um brechó para vender as suas próprias roupas para ajudá-la em São Gonçalo (RJ).

Sua mãe, a dona Ariana Moreira, 36 anos, sofreu há 1 ano um acidente. Na saída do trabalho foi atropelada por uma moto, ficando com graves sequelas. Hoje, afastada e sem receber o INSS, anda com ajuda de um andador. A renda da família era com as vendas de salgados, bolos e tortas que ela fazia, mas com a pandemia e sem clientela, ela passou a vender os móveis de casa e os maquinários dos salgados.

Com o brechó aberto no começo de março, Davi vendeu suas roupas por R$ 1,99  a R$ 10 e conseguiu pagar o aluguel que estava atrasado e as contas do mês. Hoje, as roupas que vende são de doação. Ele ganhou arara para pendurar as roupas e fez prateleiras com caixotes que encontrou na rua.

Ariana possui ainda uma filha de 16 anos, a Sara, que também ajuda o irmão no brechó e com as tarefas da casa.

A vaquinha é para ajudar essa família linda no sustento da casa durante essa pandemia e também para que a mãe possa comprar seu maquinário e voltar a vender seus salgados e tortas. Vamos dar essa força pro Davi? Conheça seu brechó em @brecho_do_davi1 

 
O  valor mínimo da doação na plataforma é de R$25,00 por conta das taxas bancárias. Se você quiser, pode combinar com os amigos e dividir o valor entre vocês, que tal?
 
Sobre a nossa taxa: a Voaa consegue se manter com a comissão de 13% cobrada pelas campanhas na plataforma. Com ela, conseguimos remunerar os serviços de pagamento e anti-fraude, T.I, ferramentas e equipe que une suas forças para que as metas sejam batidas e os sonhos realizados. Todos os beneficiários participam da Voaa cientes dessa taxa. Saiba mais clicando aqui.

A equipe da VOAA apura todas as vaquinhas publicadas na plataforma. Acompanhamos as histórias antes, durante e após finalizar as campanhas em nossas redes sociais. Acesse todos os desfechos também pelas matérias no site do Razões clicando aqui.

Problemas com pagamentos? Envie e-mail para [email protected] ou clique no balãozinho ao lado no nosso chat.