Vaquinha para ajudar artesãs prejudicadas por incêndio que destruiu matéria-prima de trabalho

 

 

 

A Central Veredas vem transformando a vida de mulheres da região Noroeste de Minas Gerais, oferecendo-lhes acesso ao mercado, qualificação, aplicação de preços justos, divulgação dos produtos artesanais, combatendo os trabalhos escravo e infantil e promovendo a igualdade de gênero. “Mas não é só isso, é autoestima, autonomia, crescimento e expansão na vida dessas mulheres. Queremos manter nossa tradição e incentivar a força dessas artesãs”, disse a gestora do projeto, Monique Figueiredo Barboza.

 

Mas, Um grande incêndio fez com que o projeto ficasse sem matéria-prima. O incêndio queimou todo o algodão que o projeto tinha comprado, tendo um grande prejuízo e deixando centenas de famílias que vivem da tecelagem e do artesanato sem trabalho. As artesãs só recebem mediante venda dos produtos, portanto, desde o incêndio, elas ficaram sem o material de trabalho e principal renda de sustento.

 

 

“O projeto atua com a economia solidária. Usa o princípio do comércio justo para organizar a produção, valorizar a tradição dessas mulheres e representar a comercialização. No final dos fios desse destino – a geração e distribuição de renda”, afirmou Monique.

 

NOVO COMEÇO

 

Diante dessa história, o Prêmio Brasil Criativo, que reconhece a força da economia criativa no país, abraçou a causa e vai realizar a primeira campanha de matchfunding (que é quando uma empresa ou instituição entra no projeto da financiamento coletivo para turbiná-la!) da nossa plataforma Voaa.

Vai funcionar assim: o Prêmio vai doar 10 reais para a campanha da Central veredas a cada inscrição do prêmio. Isso mesmo, simples assim.

Para ajudar a fazer essa história ter um final feliz, você pode inscrever sua empresa para o Prêmio Brasil Criativo (veja aqui as categorias e como se inscrever) e optar por ajudar a campanha do projeto. Não é demais? <3

 

E aí, vamos ajudar o projeto a se reerguer e continuar com este lindo trabalho de tradição e incentivo às mulheres? A matéria com a história completa vocês acessam aqui.