Renanzinho e sua família moram num barraco e sonham construir uma casa para viverem melhor

Fotos: Arquivo Pessoal


Conheçam o Renanzinho, esse menino fofo de 17 anos que nasceu com paralisia cerebral e hoje passa por diversas dificuldades junto a sua família, que é de origem bem simples.

Ele, a mãe, a dona Cida e mais três irmãos pequenos moram num barraco bem improvisado e precário num bairro em São Paulo (SP).

No barraco entra muito vento e também chove dentro, colocando a saúde do Renanzinho em risco.

[
Clique aqui para contribuir com a vaquinha e faça a sua doação em boleto, cartão de crédito ou Paypal]

Foto: Arquivo Pessoal
.
Foto: Arquivo Pessoal

A vaquinha é para a família construir uma casa digna para viver, principalmente Renanzinho que precisa de cuidados especiais e é acamado.

O valor também ajudará com os custos com remédios e fraldas do Renanzinho, além da fisioterapia que ele precisa tanto.

[Clique aqui para contribuir com a vaquinha e faça a sua doação em boleto, cartão de crédito ou Paypal]


Única renda da família é um salário mínimo


A única renda da Cida é um salário mínimo que ela recebe do benefício LOAS que é pago ao Renan devido suas necessidades, o que a impossibilita de trabalhar fora.
 
A vaquinha é para construir a casa e também para o tratamento do Renanzinho com um fisioterapeuta, pois seus ossinhos atrofiaram muito, fazendo com que seus movimentos estejam mais comprometidos.
 
Vamos mudar o final dessa história?

[Clique aqui para contribuir com a vaquinha e faça a sua doação em boleto, cartão de crédito ou Paypal]

Foto: Arquivo Pessoal
.
Foto: Arquivo Pessoal
.
Foto: Arquivo Pessoal

[Clique aqui para contribuir com a vaquinha e faça a sua doação em boleto, cartão de crédito ou Paypal]

O valor mínimo da doação na plataforma é de R$25,00 por conta das taxas bancárias.

Se você quiser, pode combinar com os amigos e dividir o valor entre vocês, que tal?

A equipe da VOAA apura todas as vaquinhas publicadas na plataforma. Acompanhamos as histórias antes, durante e após finalizar as campanhas em nossas redes sociais.

Problemas com pagamentos? Envie e-mail para [email protected]