Vaquinha para mãe solo que vende latinhas e faz faxina para criar filha

“Um dia eu falei para o meu ex que seria capaz até de pedir esmolas na rua para ajudar ele, infelizmente, ele decidiu nos deixar pelos amigos e pela farra de final de ano”, escreveu a jovem mãe Hellen Barbosa, 19 anos, numa publicação ao lado da filhinha Ana Clara, de 1 ano e três meses, em que mostra as latinhas que conseguiu juntar para sustentar a casa.

Conversamos com a Hellen sobre a repercussão da publicação e num bate-papo muito sincero, ela relatou que sofreu muito quando o ex-marido deixou elas.

Para ajudá-la a dar a volta por cima, lançamos a sua vaquinha na VOAA. O dinheiro será para o sustento da casa até que ela consiga um emprego. Hoje, ela trabalha com faxinas, além de juntar latinhas.

“Ele simplesmente disse que não queria mais e que eu me virasse para criar a Ana Clara. Foram duras palavras, eu implorei para que ele voltasse. Ele nos deixou sozinhas numa cidade em que eu não conhecia ninguém”, desabafou emocionada.

A Hellen também quer fazer algum curso profissionalizante para conseguir um emprego. Então, todo valor a mais da vaquinha ajudará ela investir no seu futuro.

“Gostaria de fazer informática e inglês, algo que agregasse o meu currículo”.

 

Entenda melhor o que aconteceu

Atualmente, a Hellen está em São Paulo morando com a mãe, que trabalha como técnica de enfermagem, e mais um irmão. Numa casa pequena, dividem duas camas e as contas.

Na época do acontecido, ela e o ex-marido viviam na Praia Grande (SP), onde ele tinha um emprego como pedreiro.

Porém, no final do ano passado (2019), em novembro, o ex-marido precisou ir à Minas Gerais para assinar uma documentação. Foi quando ele deu a notícia de que não voltaria mais para casa.

“Na hora fiquei desesperada. A Ana Clara estava sem fralda e tinha apenas uma caixa de leite no armário. Foi quando decidi ir na praia catar as latinhas”, contou.

A Hellen sempre trabalhou com faxinas, porém, desde que a filha nasceu, não conseguiu mais pegar tanto trabalho.

“Éramos só nós naquela cidade e eu não tinha conseguido vaga na creche para ela. Então, ele que sustentava a casa”, relatou.

Desde a repercussão, ex-marido trocou de número para não ser mais encontrado.

 

“A Ana Clara sofre de dermatite atópica, precisa de cremes e shampoos especiais”

Além dos custos mensais com fraldas e alimentação, a bebê da Hellen precisa de cuidados diários com cremes e shampoos especiais por conta da dermatite atópica.

“Só o shampoo custa mais de 100 reais. Quando ela fica sem o creme, a pele dela fica toda rachada e com feridas”, contou.

Vamos ajudar a Hellen dar a volta por cima? 

Para ajudar, é só clicar em CONTRIBUA. Outras dúvidas? Nos mande WhatsApp clicando aqui.

A vaquinha dela ultrapassou a meta, com mais de 250 apoiadores! Lindo, né? Clique aqui e confira o post do momento.