O projeto social A Arte Salva precisa da sua ajuda para comprar sua sede em Jd. Gramacho e mudar a vida de dezenas de crianças

O pedido de uma tela de pintura como presente de Natal feito por uma criança fez com que a atriz paulista Karina Duarte, abraçasse as crianças e suas famílias de Jardim Gramacho (RJ) por meio da arte!

Conheça o projeto A Arte Salva, que desde 2015, faz o uso das artes plásticas como ferramenta de transformação na vida dos moradores do antigo lixão de Gramacho. ❤  O bairro de Jardim Gramacho se sustentou por três décadas com o maior lixão de América Latina. Após sete anos do fechamento, não chegou nenhuma ajuda vinda dos órgãos públicos. 

“Infelizmente, tivemos que parar o ano passado por falta de verbas e voltei a morar em São Paulo com os meus pais. Agora voltaremos com o apoio de todos!”, explicou Karina.

Para retomar as suas atividades, o projeto sonha com a instalação de uma sede na comunidade, de forma que amplie suas aulas e o atendimento as crianças. 

“Queremos comprar uma casa e transformá-la em nossa Casa Escola, ela custa 35 mil reais e precisa de uma reforma. Também queremos ter o mínimo para voltar o projeto e as aulas de artes”, explicou Karina.

Conheça mais sobre o projeto A Arte Salva

A Arte Salva nasceu da realização do sonho do pequeno Brayan, morador do Jardim Gramacho, em ganhar uma tela de pintura.

“Em 2014, sua família foi contemplada com uma casa do Teto, organização internacional que atua na construção de casas em comunidades carentes. Ao ver as tintas, Bryan pediu para pintar corações e ficou muito animado quando o chamei de artista”, lembra Karina.

Ao se despedir dele, Karina comentou que voltaria no Natal e perguntou o que ele gostaria de ganhar do Papai Noel. Encantado, pediu que lhe trouxesse tintas e telas para continuar sua arte.

“Hoje temos um acervo com mais de 300 obras dos nossos artistas mirins e daí a ideia de ser sustentável financeiramente com essas artes”..

O projeto social é voltado para atividades artísticas e culturais com crianças e jovens em condições de vulnerabilidade socioeconômica, visando a promoção humana e educacional.

São aulões de arte, além de aulas com profissionais do esporte, dança, pedagogia e artes plásticas, excursões em cinemas, museus e parques ecológicos.

"Teremos também rap, poesia, cinema e teatro".

A Casa Escola do projeto

No valor de 35 mil reais, Karina encontrou um lugar que poderá fazer da A Arte Salva uma escola.

“Como sonho gostaria de construir mais 3 ou 4 cômodos na nossa casa escola e trazer água com bomba, já que lá não tem saneamento básico”, explicou.

Para esse recomeço, a vaquinha na VOAA também investirá em móveis e produtos para a escola.

 

Vamos colorir a vida dos moradores de Jd. Gramacho?

Dúvidas de como contribuir, ou qualquer outro questionamento? Nos mande WhatsApp clicando aqui.